Criação de fundações: resumo do estudo de melhores práticas
Criando uma Fundação
Outubro 2001

Este é um extrato do livro Criação de Fundações. Um guia prático baseado em experiências na África, Ásia e America Latina.
 

O livro, Criação de Fundações, foi escrito por A. Scott DuPree e David Winder com Cristina Parnetti, Chandni Prasad e Shari Turitz.

Estabelecer uma fundação de financiamento de projetos sociais é um desafio. Embora as razões para se iniciar uma fundação possam ser diferentes, é comum a todas essas tentativas o comprometimento com fazer a diferença na resolução dos problemas sociais e econômicos.

Uma fundação não é somente uma organização que concede financiamentos. Ela geralmente pretende ser uma instituição permanente, voltada para o bem-estar social e que tenha a capacidade de captar e administrar recursos. Para tal, os fundadores precisam ter uma idéia clara de como captar esses recursos. Os maiores desafios são descobrir como envolver as pessoas e como criar um clima que permita à fundação apoiar da forma mais eficiente possível as pessoas que deseja ajudar.

Pessoas e instituições com dinheiro e vontade suficientes podem criar fundações sem fazer uma consulta ampla. Elas só precisam atender aos requisitos legais mínimos. Entretanto, os fundadores retratados neste capítulo decidiram fazer uma consulta ampla, focalizar no aprendizado e estabelecer como objetivo encorajar a participação de uma vasta gama de potenciais interessados. Eis os principais motivos para essas decisões:

  • Falta de recursos suficientes. Envolver outros atores os ajudou a potencializar e levantar recursos adicionais.
  • Desejo de aumentar o impacto potencial.
  • Desejo de aprender com outras pessoas e aproveitar suas experiências e suas boas idéias.
  • Desejo de conscientizar as pessoas e obter apoio para os objetivos da fundação.

O processo de formação pode tomar diversos caminhos, dependendo dos contextos políticos, econômicos, sociais e culturais de cada nação. Esse processo também é influenciado pelas pessoas e/ou organizações que estão por trás da idéia. Nos casos relatados neste capítulo, o estabelecimento da fundação implicava em formular a idéia, promover a conscientização e a dedicação a essa idéia entre os principais agentes nacionais e/ou internacionais, angariar recursos para sustentar a iniciativa e criar uma estrutura institucional básica. O processo envolvia consultas a indivíduos e grupos relacionados à iniciativa (pessoas afluentes, as principais organizações locais e internacionais, líderes políticos, líderes acadêmicos, advogados e contadores).

Seções

Synergos LogoLearning Library